quarta-feira, 18 de março de 2015

Um lindo lugar chamado Pucón! Parte 1

Após decisão tomada de deixar para traz Puerto Montt e seguir para Pucón, acordei cedinho, fiz as malas e fui para a rodoviária a procura de passagens, sem nem ao menos saber o horário do ônibus. Por sorte, fiquei somente 2 horas esperando.

Segui viagem, a qual durou aproximadamente 6 horas. Foram 6 horas de pura ansiedade em saber o que eu iria encontrar e já vislumbrando a possibilidade de realizar meu sonho de subir a um vulcão ativo! Durante a viagem me dei conta de que eu não tinha reservado nenhum lugar para me hospedar! Fiquei na torcida de achar algum lugar perto e rápido, para não ter que ficar andando pra lá e pra cá com a minha mala de rodinha, a qual faz um barulho danado ao andar pelas ruas! hahahahaha.

Chegando na rodoviária de Pucón, comecei minha peregrinação em busca de um hostel. Lá vai eu com a maldita mala de rodinha e seu barulho infernal! Caminhei um pouco e decidi voltar a rodoviária para tentar buscar informação. Quando de repente uma moça perguntou se eu e mais dois rapazes que também estavam perdidos precisaríamos de hospedagem. Não pensei duas vezes e aceitei conhecer o lugar, tudo culpa da minha mala!
Andamos cerca de duas quadras até o hostel e ela me indicou um quarto para dividir com mais 4 pessoas. Aceitei na hora!
Após um delicioso banho, decidi caminhar para explorar Pucón e procurar um lugar para comer. De cara fiquei encantada! Saindo do Hostel quando olho pra traz, dei de cara com ele! O lindo e magnífico vulcão Villarica! Foi amor a primeira vista!

Meu amor! Vulcão Villarica
Além do vulcão, a cidade é puro charme! Casas com um estilo suíço, ambiente bem parecido com campo, pessoas tocando ao ar livre, por onde você passa recebe um lindo sorriso! Amei!

Amo esse tipo de arquitetura

Cultura exalando no ar. Isso é Chile!


Após comer, caminhando pelo lugar, dou de cara com uma figura única e que eu reconheceria em qualquer parte do mundo! O alemão meio nômade maluco chamado Stefan, que conheci em Santiago do Chile. Depois disso percebi realmente que o mundo é um ovo! Foi uma tarde especial de muita conversa e um delicioso Pisco Sour chileno com essa figura. Stefan decidiu ser meu guia e me mostrar algumas belezas de Pucón.

Stefan, alemão maluco!
Ele me levou para conhecer uma linda praia que existe no local e de lá assistir o lindo pôr do sol! Uma das minhas paixões. Depois fomos comer um delicioso pão caseiro feito por ele mesmo!

Praia com pedras vulcânicas!

Ah como é bom relaxar aqui!

Amo pôr do sol!
Ao retornar ao hostel, descobrimos que estava tendo um desfile de carnaval. Tudo a ver comigo! Será que foi coincidência ou o destino realmente mexeu os pauzinhos para que eu conhecesse esse lugar?
Carro alegórico, passistas, bateria, música boa e uma linda multidão! Claro que não se compara a um desfile de escola de samba do Rio de Janeiro, mas a alegria e energia positiva que os foliões nos transmitiram, já vale por qualquer Carnaval do mundo! Pra mim Carnaval se resume a alegria, e isso foi o que não faltou lá.

Carro alegórico - Carnaval de Pucón!

Passista
Até hoje agradeço a Stefan pelo lindo dia que passei ao seu lado. Infelizmente não peguei nenhum contato dele, mas tenho certeza que nos esbarraremos novamente em algum lugar do mundo.
Dia seguinte decidi procurar uma agência de turismo para ver o que eu poderia fazer nesses poucos dias que ficaria lá. Decidi contratar um "tour por la zona" para o próprio dia e a subida ao vulcão Villarica para o dia seguinte.

Enquanto eu aguardava o horário do tour, fui caminhar, respirar aquele ar maravilhoso e vislumbrar mais uma vez aquelas paisagens.

Marina

Tem como não amar?

Cuidado com os mínimos detalhes
O "Tour por la Zona", percorre os lugares que estão ao redor de Pucón, onde recebemos muitas explicações sobre as consequências das erupções vulcânicas que ocorreram por lá e que deixaram um grande legado. Muitos caminhos foram criados pelas lavas do Vulcão.
Conhecemos também Playa Blanca que fica as margens do Lago Caburgua, o qual é um lago de origem vulcânica.

Caminhos feitos pelas lavas do vulcão


Playa Blanca
Fazia parte do tour visitar Ojos de Caburgua, um dos pontos altos do nosso passeio. Trata-se de duas correntes de água de superfície e que formam como se fosse um copo de água e um lindo lago de cor azul. Coisa linda de se ver!

Ojos de Caburgua

Ojos de Caburgua

Ojos de Caburgua

Ojos de Caburgua

Ojos de Caburgua



Ao final do tour tínhamos algumas horinhas para aproveitar e relaxar em águas termais. Não há melhor maneira de finalizar um dia como esse!

Esse foi somente o primeiro dia nesse lindo lugar. Essa viagem me reservou coisas simplesmente maravilhosas!

Próximo post falarei da realização do meu sonho de subir a um vulcão ativo e a beleza de se conhecer pessoas mais que especiais.

Vulcão Villarica aí vou eu!

Até mais!